quinta-feira, 10 de junho de 2010

Oi, meu lugar!


Há um lugar onde tudo muda

Onde as palavras trocam de nome

Onde a lembrança que é triste some

Onde se aprende o que não se estuda


Logo na entrada quem nos saúda

É o amor, com olhos de fome

Daí pra frente não há quem dome

Essa saudade que é tão graúda


E essa coisa que nos devora

Prende-nos lá e nunca mais solta

Tem sobre nós mando de senhora


E nos mantém sempre sob escolta

Conta segundos, não vê a hora

De, afinal, nos trazer de volta.

2 comentários:

artificio_al disse...

Oi,Saudade!
Claudio escondendo o ouro rs
Esse blog tem até mais posto.
Poema bacana! Serve um pouquinho pra todos.

Andressa disse...

Sou eu, isso.